Tutorial Mug Rug

Mug o quê?

Muita gente não está familiarizada com o nome um tanto estranho e, normalmente, nem com a peça em si. Como o nome em inglês sugere, Mug Rug (ou Tea Rug) é uma espécie de "tapetinho" para canecas. Trata-se de uma versão mignon dos jogos americanos, maior que os mais comuns "coasters" ou apoio para copos. E não são apenas práticos e mimosos para emoldurar a caneca de chá e o bowl de biscoitos, tornando o momento do lanche ainda mais aconchegante. Servem também como apoios úteis e decorativos à mesa, para panelas, geléias e afins, ou outros objetos pela casa.

É a primeira vez que publico um tutorial. E é, creio eu, razoavelmente simples para iniciantes na costura, que curtem patchwork, bordados e afins, mas que não necessariamente sejam experts nessas técnicas. O que vale é a criatividade! Particularmente, prefiro fazer trabalhos livres com retalhos, sem me prender muito a medidas e padrões. A única referência a ser seguida de forma mais estrita será o desenho do molde, que nesse tutorial tem a forma de gatinho, e que pode ser imensamente explorado e variado. Desenvolvi ele carinhosamente para a Ronromterapia de Aniversário do projeto "Adote Um Ronrom", um trabalho super bonito que resgata e dá lar a muitos ronrons aqui em Floripa - vale a pena conhecer!

Outra proposta desse tutorial é aproveitar/reaproveitar aquele material que usualmente seria descartado ou que ficou de canto. Busquei aplicar esse princípio desde a elaboração do molde até a finalização da peça. Pra quem já costura, faz artesanato, e inevitavelmente se cerca de sobras de todo tipo - não só de tecidos, como de entretelas e similares, feltro, mantas e afins, é uma boa oportunidade para ganhar mais espaço no atelier e fugir do desperdício. Pra quem quiser se aventurar, os materiais e ferramentas são bastante acessíveis e fáceis de encontrar ou substituir. Pessoalmente, achei uma delícia de fazer, e acredito que você também vá curtir muito!

Sem mais delongas, segue abaixo a sequência de fotos e explicações (clique nas imagens pra ver em resolução maior). Se alguma etapa não ficar muito clara, fique à vontade pra perguntar e deixe suas dúvidas nos comentários. :)

Materiais: hora de ressuscitar aqueles retalhos que estavam de canto - sem limites pra tramas, tamanhos, lisos ou estampados; resgate também os recortes de entretelas ou tnt (se tiver TNT de maior densidade, melhor), as sobras de manta acrílica ou feltro, até de etamine ou similar. Não é preciso ter necessariamente cada um deles, mas o que estiver dando sopa, coloque na brincadeira!
 
Elaboração do Molde: Comecei reaproveitando papel, utilizando uma folha de ofício impressa que seria descartada. Pra quem tiver réguas circulares, facílimo. Pra quem não tiver, pode se valer de tampas, pratos ou, como fiz, do velho bastidor, pra fazer o risco básico. Dobre o papel ao meio e vinque, assim será mais fácil de visualizar o centro. Posicione o recurso escolhido o mais centralizado possível e risque em toda a volta
Como meu objetivo era desenhar um gatinho, risquei dois traços para fazer a orelha. E basta fazer uma das orelhas apenas! depois de riscá-la, dobre a folha ao meio novamente e recorte seguindo todo o desenho. Aproveite para aparar levemente as curvas entre as orelhas e a base, para que o desenho não fique tão redondo. Dessa forma, você terá um molde simétrico, sem percalços. 
O molde vai servir não só para dar uma noção clara do tamanho final da peça (o que fiz para esse tutorial ficou com as medidas de 18 x 20 cm), como também será o guia para a montagem do patchwork e para as costuras.

Selecionando os tecidos para o patchwork: Algumas pessoas tem dificuldade quanto se trata de combinar cores e estampas. Se for o seu caso, o que posso sugerir é que atenha a duas ou três cores para regerem sua composição. Doutra forma, escolha uma estampa como destaque e busque nela referências de cor para selecionar os outros tecidos. Alterne estampas mais evidentes com outras mais simples e suaves, mescle tecidos de tramas variadas e mesmo tecidos lisos, que permitirão enriquecer o trabalho com outras técnicas e destacar os estampados (usei, por exemplo, sobras de etamine de algodão cru, perfeito para um bordadinho à mão). Brinque com a ordem, inclinação e largura das faixas. Emende pequenos retalhos para montar uma faixa mais colorida, lembrando que as faixas também devem ser maiores que o molde. Aproveite ao máximo o que já tiver disponível, usando o molde ou a base com o risco pra lhe orientar na composição e definir o posicionamento das estampas. Passe todas as faixas a ferro antes de iniciar a costura e refile as margens para deixá-las melhor alinhadas.

Definindo a base para costura: Para montar o patchwork, você vai precisar de uma base, que deverá ser ligeiramente maior que o molde. Essa base pode ser feita em TNT de boa gramatura ou mesmo um pedaço de tecido claro, sem estampa. No meu caso, aproveitei pra usar sobras de entretela não tecida e sem cola, sobrepostos e unidos por uma costura reta e simples. Esse processo, que vai servir também para aproveitar retalhos de manta acrílica, como veremos mais adiante, não interfere negativamente no resultado final.

Costurando a face do mugrug: Seguindo a composição feita anteriormente, comece a costura pelas duas primeiras faixas de tecido, a partir do lado esquerdo, mantendo a posição da primeira faixa e sobrepondo a segunda, lado direito com direito dos tecidos. Passe uma costura reta, rente e paralela a margem direita das faixas.
Vire o tecido costurado para o lado direito e passe a ferro para assentar. Posicione a terceira faixa sobre a segunda, costure e passe, assim como feito anteriormente. Repita o processo com as outras faixas até completar o desenho.
Concluída essa etapa, use o molde para riscar o desenho no lado da base. Alfinete o primeiro e o último tecidos para que não saiam do lugar e costure sobre todo o risco. Essa costura não apenas fixará toda a composição como facilitará a costura à mão na hora da finalização.
 
Corte os excessos seguindo o desenho, não esquecendo de deixar uma margem. 
Usando a criatividade: Esse é o momento de explorar seus dotes criativos! Lançar mão das linhas e pontos se já for uma exímia bordadeira, ou aproveitar a chance e experimentar pela primeira vez, e então enriquecer o trabalho e fazer a festa com linhas coloridas e os pontinhos decorativos da máquina de costura (se não for o caso da sua máquina, não tem aperto: um zigue-zague miudinho, assim como caseados e alinhavos feitos à mão ficam um primor!). Hora também de reunir os botões, rendinhas, flores e o que mais achar interessante pra embelezar e tornar seu mug rug único! Apenas considere evitar de aplicar botões e enfeites volumosos na porção central do mug rug, de forma a não atrapalharem futuramente na utilização do mesmo.
Alça: Essa etapa é opcional. Antes de unir as duas partes do mug rug, aplique a alça, que pode ser de fita de cetim, sianinha ou mesmo de tecido. O tamanho também é opcional mas, se decidir fazê-la com tecido, sugiro um retalho de no mínimo 2,5 x 5 centímetros. Você pode dobrar a faixa ao meio (no sentido do comprimento), costurar pelo lado avesso e virar, ou fazer como sugerido abaixo:

A posição da alça também é de gosto pessoal. Eu optei por colocá-la sobre uma das orelhas. Você pode passar uma pequena costura de segurança ou prendê-la com alfinetes, para mantê-la no lugar até fazer a costura definitiva.

Preparando o verso: Separe um corte de tecido e outro de manta para o verso. Sugiro um tecido encorpado - nesse caso optei por cortes inteiros de brim/sarja, mas pode-se montar o verso também com retalhos, do tecido que lhe for conveniente.
Em relação a manta, ela pode ser substituída por feltro. Da mesma forma que fiz com os retalhos de entretela, uni sobras para conseguir o tamanho necessário, dessa vez com o ponto zigue zague. Não é necessário sobrepor os cortes, apenas alinhe-os bem juntinhos e a costura fará o resto! ^^

Faça uma marcação no molde, tal como na sequência de fotos abaixo. Essa será a abertura por onde você irá virar a peça depois de costurá-la. Fiz a minha com aproximadamente 6 centímetros. Sugiro que a faça em uma porção mais reta do desenho (eu fiz na base, mas poderia ter sido entre as orelhas também), para facilitar a costura de acabamento. Na face do mug rug, faça as marcações, como no molde, pelo lado avesso, riscando ou com um pequeno piques de tesoura na margem,em cada um dos pontos. No tecido do verso, risque com caneta temporária ou giz, dessa vez no lado direito do tecido. Costure por toda a essa marcação, unindo tecido e manta.

Alinhe as duas partes do mug rug, direito sobre direito, costura com costura, usando as marcações como referência, e prenda as duas partes com alfinetes ou grampos.

Unindo as duas faces: Lembre-se que entre as marcações você não deverá costurar, uma vez que será por onde irá virar a peça. Costure a partir de uma delas, com a agulha posicionada no lado interno da costura guia feita anteriormente, e siga assim até a outra marcação. Comece e termine a costura com retrocesso, para que a mesma não se desmanche posteriormente.

Apare os excessos de tecido e manta, deixando uma pequena margem em toda a volta, e uma margem maior no espaço correspondente à marcação/abertura. Não há necessidade de se fazer "piques" com a tesoura, a não ser por um pequeno no canto interno de cada orelha.
Vire a peça, começando pelas orelhas, e puxe com cuidado para não forçar as costuras. Uma vez virada, uma dica é "amassar" as margens com os dedos, de leve, para acomodá-las e assentá-las melhor, passando toda a peça a ferro em seguida.

Fechando a peça: hora de fechar seu mug rug! faça uma costura invisível, com linha simples, de ponta a ponta da abertura, se orientando pelas costuras feitas anteriormente. Recomendo que faça 3 ou 4 pontos e puxe a linha para apertar a costura. Mais que isso poderá resultar em alguns pontos frouxos pelo caminho.
Finalize com um nó e, nesse último ponto, enfie a agulha e empurre até que saia do outro lado, puxando bem a linha e cortando rente.

Abaixo, dois resultados, usando pontinhos bem próximos e pontos mais afastados. Com pontos menos espaçados o resultado é ainda mais discreto. :)

Finalizações: A essas alturas, você já terá uma peça praticamente pronta e pode encerrar por aí. Entretanto, pode se utilizar de uma última costura para deixar seu mug rug mais firme e bem acabado. Há duas formas de fazê-lo, e a mais simples é aplicar uma costura por toda a borda (a cerca de 1cm da margem). Pode ser uma costura reta, um zigue zague miúdo e mesmo um ponto decorativo.
Além disso, uma opção é reservar as costuras decorativas à máquina, sugeridas anteriormente, apenas para essa etapa, ornando tanto a face como o verso do seu mug rug e conferindo textura e um aspecto acolchoado à peça, como os dois abaixo. Importante salientar que os botões que apliquei junto às orelhas só foram pregados ao final, para não atrapalhar a costura.

Com o que ainda sobrar dos recortes, é possível forrar botões e fazer fuxicos, que poderão ser aplicados no próprio mug rug ou em outros trabalhos. 

É isso! Espero que o tutorial tenha sido claro e proveitoso! Desejo que renda muitas belezuras por aí e, certamente, vou adorar (pra não dizer que faço questão) que você volte pra mostrar os resultados! ^^ Lhe convido também a visitar minha página de costurices no facebook
Obrigada pela visita! Um beijo e até a próxima! :)
 

www.twitter.com/LindyCrafts www.facebook.com/LindyCrafts

Comentários